Revelado envolvimento de Daniela Assayag e marido na compra de respiradores superfaturados no AM


A CPI da Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), apontou nesta quarta-feria (01), mais pessoas ligadas ao governo Wilson Lima (PSC) no esquema de superfaturamento na compra de respiradores, não utilizados durante a pandemia no Amazonas. Foi denunciado o envolvimento indireto da secretária de Comunicação do Governo do Estado, Daniela Assayag.


De acordo com o presidente da CPI, deputado Péricles, o marido de Daniela, Luiz Carlos Avelino Jr, é sócio da Sonoar Equipamentos, empresa envolvida na venda dos respiradores. Conforme o deputado, Avelino tem 50% das cotas societárias desta empresa.

A outra sócia da empresa, Renata Dias Mansur Silva está presa em São Paulo. O deputado afirmou que vai encaminhar a documentação em seu poder para as autoridades e mídia.


Os dados abaixo constam do processo no Superior Tribunal de Justiça: “A Sonoar adquiriu a totalidade dos equipamentos vendidos por R$ 1.092.000,00 (1 milhão), vendeu à FJAP por R$ 2.480.000,00 (R$ 2,4 milhões) e esta por vez vendeu para o governo do amazonas por R$ 2.976.000,00 (R$ 2,9 milhões).


Vê-se, portanto, a explicação para o Setor de Compras da Susam ter alterado a especificação dos respiradores à revelia do setor técnico, bem como ter indicado as marcas Resmed e Philips. Trata-se de dispensa de licitação ‘customizada’ para atender aos interesses da FJAP e CIA. LTDA e da Sonoar (Andrade e Mansur)”

4 visualizações

Siga o Poder nas redes sociais

  • Facebook
  • Instagram

© 2020. Poder Amazonas